No sábado de Páscoa, dia 20 de abril, a FPC estará encerrada.

Lux in Tenebris, de Miguel Telles da Gama

Miguel Telles da Gama apresenta “Lux in Tenebris” referindo-se aos fragmentos da luminosidade de armaduras em contraste com um fundo negro.

As vinte pinturas, todas com a forma circular e executadas sobre folhas de papel rectangular, provocam a sensação de que as formas se começam a desprender do papel, levando atrás de si as latas antropomórficas, mas inertes.

Em conversa com o curador Manuel Costa Cabral, Miguel Telles da Gama refere “…o lado de esconder acontece também aqui nas armaduras, há um duplo esconder, há o esconder da armadura que esconde sempre algo que está por baixo, neste caso imagino mais a inexistência do que a existência, e depois há o segundo esconder que é o estar escondido ou desaparecido da parte que se vê. Há uma armadura que aparece quase por inteiro mas há umas armaduras que aparecem de fugida, ou só um detalhe da armadura, ou só o elmo, ou só o pé portanto da mesma forma que há sempre um duplo escondido.”

Curador: Manuel Costa Cabral
Patrocínio/Apoio: Fundação Carmona e Costa

Entrada grátis.
Patente na Galeria Central até 5 de janeiro 2019.

  • 23 Novembro, 2018 - 5 Janeiro, 2019