Page 147 - Comunicar na Republica

Basic HTML Version

147
Da Revolução de Abril à Democracia
veu, modificando inclusive os comportamentos quo-
tidianos das sociedades ocidentais.
As redes de telecomunicações, ao potenciarem a
transmissão de um número ilimitado de mensagens
de qualquer natureza – voz, imagens, texto –, f ixa-
das na cada vez maior diversidade de equipamentos
de receção – recetores, telefone, telemóvel, com-
putador –, revolucionaram e aceleraram a interati-
vidade do mundo económico, multiplicando a sua
produtividade.
Apesar das turbulências sociais inerentes ao ajusta-
mento da realidade democrática, as empresas de cor-
reios e de telecomunicações nacionais empenharam-
-se em acelerar a modernização das infra-estruturas
de correios e telecomunicações.
Os anos 80 traduziram-se numa renovação sem pre-
cedentes – automatização integral da rede telefónica
nacional, a fibra ótica, a digitalização da comutação,
o videotexto, a videoconferência e o serviço móvel
terrestre são realidades implantadas nas empresas
nacionais.
1994 assiste ao lançamento do serviço de acesso à
internet pela Telepac, operador da rede pública de
comunicação de dados, potenciando uma informação
cada vez mais diversificada.
Também os serviços de correio acompanham, des-
de os fins dos anos 70, as inovações tecnológicas, ao
A era das redes de comunicação,
democratização e globalização
1970-2000
O mundo interativo
Em 1974, Portugal põe finalmente fim à ditadura do
Estado Novo, iniciando um tardio, mas indispensável,
processo de descolonização do último reduto colo-
nial europeu, democratizando e reestruturando todas
as estruturas socioeconómicas, tornando-se a partir
de 1976, com as primeiras eleições livres, um país de-
mocrático.
Com a adesão à Comunidade Económica Europeia
em 1985, Portugal pôde cumprir finalmente a sua vo-
cação europeia, desenvolvendo progressivamente as
suas infraestruturas socioeconómicas, aproximando-
-as dos rácios europeus.
O «admirável mundo novo» em que desembocou o
desenvolvimento e inovação da ciência e da técnica
a partir dos anos 60, principalmente na área das tele-
comunicações e informática, torna ainda hoje impre-
visível avaliar as consequências económico-sociais
para a humanidade.
O mundo das telecomunicações, otimizando os fato-
res ciência, técnica e indústria, foi um dos setores que
nas últimas décadas do século XX mais se desenvol-
As comunicações no contexto
democrático
Júlia Saldanha
Ao lado: Prova original da emissão de selos «Campanha de Dinamização Cultural e Esclarecimento Cívico»,
João Abel Manta, 1975 (património filatélico da FPC).
FPC