Page 137 - Comunicar na Republica

Basic HTML Version

137
Ditadura Militar e Estado Novo – Liberdade adiada
Portuguesa Rádio Marconi operava através dos sis-
temas transatlântico/mediterrânico (TAT/MAT) de
Lisboa/Sesimbra/Reino Unido/África do Sul/Esta-
dos Unidos.
Um feixe hertziano ligou Sesimbra até Conil (Sul de
Espanha) e daqui as comunicações seguiam via cabo
transatlântico – TAT-5 até aos EUA. A capacidade de
transmissão deste cabo era de 720 canais.
A novidade do programa foi o formato
talk show
que
marcara uma nova imagem do governo, bem como
do entertenimento e duma nova postura dos poderes.
Há quem seja da opinião que, nesta altura, já se vivia
num «estado social» com «abertura» e «renovação»
que vigorou desde 27-9-1968 a 25-4-1974 (vide Car-
doso, 2010).
O regime, nessa altura, caracteriza-se por uma mu-
dança, ainda que tímida, possivelmente inf luenciada
pelas mudanças proporcionadas pelo Maio de 68 e a
entrada de um novo presidente do Conselho de Mi-
nistros – o professor Marcelo Caetano.
Infelizmente não existem muitas imagens do «Zip-
-Zip». A política de preservação de documentos au-
diovisuais nessa altura estava virada para a história
oficial. A animação, o recreio e as figuras comuns da
sociedade não contavam.
Amostra de cabos TAT/MAT (transatlântico/
mediterrânico).
Destaques de transmissões a longas
distâncias via cabo coaxial e feixes
hertzianos
Na segunda metade dos anos 50 começam a ser ins-
talados os cabos coaxiais, permitindo um processo
de substituição de linhas aéreas que estavam mais
sujeitas a avarias, ocupavam mais espaços e as ca-
pacidades de transmissão não satisfaziam a procura.
A instalação do cabo coaxial de Lisboa ao Porto
constituiu uma obra notável nas comunicações entre
a invicta e a capital, servindo igualmente o percurso
intermediário de localidades, tais como São João da
Madeira, Aveiro, Mealhada, Coimbra, Pombal, Leiria,
Torres Novas, Santarém e Vila Franca de Xira.
A capacidade de três mil vias de comunicação permi-
tiu acabar com as linhas saturadas entre estas locali-
dades de maior tráfego nacional.
No que concerne às transmissões internacionais, a
partir de finais dos anos 60 a CPRM – Companhia
Estúdios de Televisão no complexo tecnológico
do Lumiar.
Em relação à transmissão mediterrânica (MAT-1) as
comunicações seguiam igualmente via radioelétrica
de Sesimbra até Conil e daqui para Itália prosseguiam
via cabo.
De Sesimbra até Conil a distância com cerca de 444
km é vencida através de oito repetidores no percurso.
Destes oito repetidores, três situam-se em território
português e cinco em território espanhol, perfazendo
no conjunto oito estações repetidoras de transmissão.
A capacidade deste sistema mediterrânico era de 960
canais.
No pós 25 de Abril, entram em funcionamento vários
cabos de cobre e de fibra ótica que ligam Portugal ao
mundo e permitem as novas telecomunicações.
Estação de cabos submarinos da Marconi em Sesimbra.
FPC