Page 121 - Comunicar na Republica

Basic HTML Version

121
Ditadura Militar e Estado Novo – Liberdade adiada
ministério da tutela autoriza um programa que visa a
ampliação e renovação das estações de atendimento,
recorrendo à automatização de alguns equipamentos
de serviço. Em 1969, é introduzido, nos serviços me-
canográficos, o computador IBM.
A partir de 1 de janeiro de 1970, a Administração-ge-
ral dos Correios, Telégrafos e Telefones passa a em-
presa pública do Estado (Correios e Telecomunica-
ções de Portugal – CTT), alavancando com esta fase,
em 1971, a criação de novos serviços (Organização e
Métodos, Gestão do Pessoal, Instituto de Formação,
Direção dos Serviços de Edificios e outros).
Em 1971 dá-se a regulamentação dos serviços de
transportes postais motorizados e tem início a distri-
buição postal motorizada, permitindo, com a adoção
deste meio, que nenhuma população fique privada
dos serviços postais.
Em 1972 é inaugurado o primeiro comboio expresso
postal. Utilizando a via férrea, o expresso postal Lis-
boa-Porto vai permitir uma muito maior rapidez no
tratamento e permuta das correspondências. Funcio-
nando em complementaridade com as ambulâncias
rodoviárias, consegue abranger um maior espaço ge-
ográfico.
O primeiro barco expresso postal, ligando Portugal,
Madeira e Açores, é inaugurado no início de 1974.
nicação neste momento da diáspora. Investindo-se
num forte crescimento destes setores e também na
necessidade de uma eficiente aposta, em meios mais
modernos, adequados e adaptados às novas realida-
des, as novas tecnologias aceleram os serviços pos-
tais. Neste período, cresce exponencialmente o setor
feminino no trabalho.
Em 1967, dado o aumento de tráfego e a crescente
oferta dos serviços de correios e telecomunicações, o
FPC