Jean Foucault: o inventor que comprovou a rotação da terra

Foi a 19 de setembro de 1819 que nasceu Jean Bernard Foucault, um inventor talentoso que dedicou a maior parte da sua vida a trabalhar em física experimental. Tornou-se famoso por ter conseguido comprovar o movimento de rotação da terra. Através do seu pêndulo é hoje possível observar esse fenómeno.

A experimentação no domínio da microscopia marcou o início da uma carreira científica que o levou a importantes realizações e trabalhos nos domínios da ótica, da eletricidade e da mecânica.

A sua maior experiência no campo da mecânica foi o chamado “Pêndulo de Foucault”, com 67m de comprimento e um peso de 28kg, que através da oscilação debaixo da cúpula do Panthéon, em Paris, permitiu pôr em prática a teoria que explica o movimento de rotação da Terra.

A notícia, grandemente divulgada junto da Academia de Ciências, foi acolhida por outros estudiosos que repetiram a experiência do pêndulo em diversos locais, tanto no hemisfério Norte como Sul.

Na área da eletricidade, Foucault realizou trabalhos de desenvolvimento da iluminação com o arco elétrico, desenvolveu um acionador eletromecânico capaz de manter o movimento do pêndulo, uma pilha sem metais, entre outros trabalhos.

Criou também um instrumento científico para confirmar a conversão de trabalho em calor, aproveitando os efeitos térmicos e eletromecânicos das correntes induzidas. Este processo passou a ser designado por correntes de Foucault, utilizadas na produção do amortecimento em determinados aparelhos.

Este equipamento de medida, demonstrativo das correntes de Foucault, está disponível nas reservas do património de telecomunicações da Fundação Portuguesa das Comunicações.

Visite o Museu das Comunicações para ficar a conhecer esta e outras histórias!