Entrada gratuita no mês de abril. Contamos consigo!

Dia do Telefone fixo

Em março, assinala-se a invenção do Telefone fixo e o nascimento de Alexander Graham Bell (1847-1922).

As importantes experiências realizadas no final do Séc. XIX pelo americano Charles Page e o francês Charles Bourseul muito contribuíram para a invenção do que seria uma das grandes revoluções no mundo das Comunicações, a invenção do telefone fixo.

A ideia do telefone como uma possibilidade estava há muito difundida e muitos procuravam concretizá-la.

Alexander Graham Bell, cientista de origem escocesa, no decorrer das suas experiências com o seu assistente que estava noutra sala, observou que a voz dele provocava ruturas no circuito de receção em que Bell estava a trabalhar, e que estas se associavam à intensidade da voz. A partir desse momento, e utilizando a indução eletromagnética, chegou à invenção do telefone, que valeu a Alexander Bell a célebre patente nº174465 concedida em março de 1876. Com ela vieram a glória e a fortuna, e Bell, com o seu grande sentido dos negócios, fundou a companhia Bell para explorar o invento.

Por todo o Mundo, os fabricantes, os inventores e os investidores lançaram-se no novo negócio e aventura.

Em Portugal, as primeiras experiências de telefone iniciaram-se em 1877, entre Lisboa e Carcavelos. O Rei D. Luís I assistiu à primeira ligação telefónica no país e foi o primeiro monarca da Europa a ter uma rede telefónica privada com aparelhos construídos em Portugal. Nesse mesmo ano inauguraram-se as primeiras redes públicas em Lisboa e Porto, cuja exploração foi entregue à empresa Edison Gower Bell European Ltd.

A história da invenção do Telefone fixo e a sua evolução pode ser conhecida na exposição permanente do Museu das Comunicações, “Vencer a Distância – Cinco séculos de comunicações em Portugal”. Os diversos modelos de telefones de diferentes países aí expostos, mostram-nos como a evolução do design e funcionamento do telefone foi acontecendo, e o telefone se foi transformando num objeto cada vez mais útil, funcional e adaptável às necessidades das pessoas.