A carregar Agenda

Agenda anteriores › Exposições permanentes

Agenda Search and Views Navigation

Outubro 1997

Mundos Comunicantes

7 Outubro 1997
Local:

A exposição permanente da Fundação Portuguesa das Comunicações (FPC) - Museu das Comunicações - "Mundos Comunicantes" - comemorativa da inauguração oficial desta Instituição, foi um espaço onde os visitantes tinham a oportunidade de conhecer as várias formas de comunicar ao longo dos tempos.

Saiba mais »

Maio 2002

A Casa do Futuro Interactiva I

17 Maio 2002
Local:

A Fundação Portuguesa das Comunicações e a TV Cabo apresentaram um espaço interactivo que se pretendeu em permanente evolução, pelo que foi o primeiro passo no sentido da evolução para uma solução mais complexa de automação doméstica, instalada numa verdadeira habitação.

Saiba mais »

Maio 2003

Casa do Futuro Interactiva 2003

27 Maio 2003
Local:

A Casa do Futuro Interactiva é uma solução complexa de automação doméstica instalada num ambiente de autêntica habitação, confortável, interessante e moderna. Esta exposição foi desenvolvida com a participação activa de dezenas de parceiros, desde grandes multinacionais, até pequenas "start ups" de base tecnológica avançada, universidades, operadores de telecomunicações, empresas multimédia, etc. Com esta exposição pretendeu-se que a "Casa do Futuro Interactiva" fosse uma demonstração de tecnologias, serviços e facilidades, onde o visitante pudesse aperceber-se da sua utilidade no seu dia a dia e dos custos envolvidos com cada solução.

Saiba mais »

Maio 2004

Casa do Futuro Inclusiva 2004

17 Maio 2004
Local:

Neste espaço é apresentada uma solução complexa de automação doméstica, que utiliza um elevado conjunto de tecnologias de ponta, num ambiente seguro, lúdico, confortável e moderno. Quando foi inaugurada, em Maio de 2003, foi denominada «Casa do Futuro Interativa», tendo, em 2004, passado a chamar-se «Casa do Futuro Inclusiva» quando, através da humanização das tecnologias, passou a agregar soluções a pensar na problemática da deficiência e da velhice. Está em permanente evolução para poder ser considerada cada vez mais habitável por pessoas com necessidades especiais. «Casa do Futuro Interativa» - primeira fase Pretendeu-se criar uma casa em que os conceitos e conteúdos tecnológicos fossem facilmente compreendidos pelos visitantes, permitindo que estes experimentem os diferentes equipamentos, percebendo como funcionam, para que servem e de que modo melhoram a qualidade de vida de quem habita um espaço semelhante, respondendo a aspirações tão comuns como o conforto, segurança, vigilância, entretenimento, interação à distância, entre outras. Para o êxito deste projeto, cuja arquitetura tem a assinatura de Tomás Taveira, contribuíram um conjunto de soluções tecnológicas apresentadas por várias empresas do Grupo Portugal Telecom e cerca de 40 outras entidades, entre as quais grandes multinacionais que participaram numa lógica de complementaridade de soluções e não de concorrência. Foi fortemente encorajada a participação de universidades e de pequenas «start-ups» de base tecnológica avançada, para utilizarem a «Casa do Futuro Interativa» como laboratório aberto à experimentação e demonstração dos seus protótipos e ainda à exploração de novos produtos e serviços inspirados na vocação deste projeto. Para que as visitas dos jovens sejam mais atrativas e enriquecedoras, o serviço educativo do Museu das Comunicações organiza oficinas pedagógicas que, de uma forma lúdica e interativa, visam incentivar o contacto direto e experimental com as tecnologias em demonstração na «Casa do Futuro». «Casa do Futuro Inclusiva» - segunda fase Apelar à consciência social, em especial à das gerações vindouras, para a problemática da deficiência e da velhice, desdramatizando-a e aceitando-a, foi o que levou a Fundação Portuguesa das Comunicações a renovar esta exposição. A «Casa do Futuro» tornou-se Inclusiva, isto é, humanizou-se. Pessoas com necessidades especiais ligadas à mobilidade, à cognição, à visão, à audição e à fala, têm hoje, à sua disposição, tecnologias preparadas para as ajudar a integrar-se mais facilmente no seu universo de vida. Para tal, foi necessário criar novos espaços e alterar alguns dos existentes, introduzindo-se novos equipamentos e funcionalidades e foi acrescentada a «Suite da Avó». O objetivo deste quarto é demonstrar que, com as novas tecnologias, os idosos podem usufruir de melhores condições de conforto, de vigilância e de comunicação junto das suas famílias. O estabelecimento de protocolos de colaboração e aconselhamento com organizações especializadas na área das deficiências, que complementaram o apoio da Direção de Infoexclusão e Necessidades Especiais da Fundação PT, foi fundamental para o sucesso desta nova versão da Casa. <a href="https://www.fpc.pt/

Saiba mais »

Maio 2011

Casa do Futuro Convergente 2011

17 Maio 2011
Local:

Na área da divulgação das novas tecnologias, a Casa do Futuro tem sido, desde a sua criação em 2003, um dos grandes pólos de atracção do Museu das Comunicações. A Casa do Futuro apresenta-se como o campo de demonstração dos equipamentos, aplicações e serviços avançados que estão hoje disponíveis, contribuindo para o bem-estar dos cidadãos e para o desenvolvimento económico e social sustentável do país e da comunidade. As parcerias que permitiram construir a versão inicial do projeto da Casa do Futuro e assegurar a sua evolução são a garantia da manutenção do sucesso deste projeto e da sua atratividade para os grupos de visitantes que a Fundação Portuguesa das Comunicações recebe. A renovação contínua do conteúdo da Casa do Futuro constituirá sempre o aspeto fulcral do projeto. Na remodelação levada a efeito em 2009, o projeto da Casa do Futuro entra na sua 3ª fase e é reforçado com três novos módulos que confirmam a atualização permanente do seu conteúdo: Uma retrospetiva da evolução dos conceitos e das soluções da Casa do Futuro ao longo dos tempos; A apresentação, numa parceria com a InovaDomus, de um conjunto diversificado de soluções construtivas que será objecto de renovação continuada, soluções que permitem o aumento da qualidade de vida, a nível do conforto, da funcionalidade e da sustentabilidade na sua inserção no meio ambiente; e a criação dos FPC Future Labs para apresentação de soluções pré- competitivas, com recurso incontornável às Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), ao audiovisual e à realidade virtual. NOVIDADE: No âmbito de uma reestruturação à Casa do Futuro, e por motivo de obras, informa-se que a Casa não estará visitável nos dias 30 de Abril a 3 de Maio, dia 9 de Maio, e de 13 a 17 de Maio. A partir de 18 de Maio, visite-nos e venha conhecer a CASA DO FUTURO convergente VERSÃO 5.0. A visita a esta exposição só pode decorrer com acompanhamento do Serviço Educativo. Para marcação de visitas consulte Informações úteis. Poderá, contudo, fazer Visitas guiadas sem marcação prévia no horário especial: 2ª a 6ª às 16h e aos sábados às 16h

Saiba mais »

Maio 2012

Casa do Futuro 2012

17 Maio 2012 - 16 Maio 2013
Local:

A Sustentabilidade e a responsabilidade social na Fundação Portuguesa das Comunicações, com o contributo da Fundação Portugal Telecom. A Fundação Portuguesa das Comunicações (FPC) tem tido, desde a sua criação, um ativo e importante papel na promoção e divulgação de projetos e soluções tecnológicas que promovam a inclusão social nos seus mais diversos pilares. Também a FPC e a Fundação PT têm um desígnio comum de contínua preocupação de procura, desenvolvimento e divulgação de novas soluções para acessibilidade às Telecomunicações, cada vez mais aperfeiçoadas e adaptadas às pessoas com necessidades especiais.Assim, e em parceria com a Fundação PT, a FPC visa agora aumentar o seu contributo para atingir esses objetivos, dando a conhecer e possibilitando aos seus inúmeros visitantes da Casa do Futuro experimentar novas soluções tecnológicas que permitem melhorar a autonomia e a qualidade de vida dos cidadãos seniores e dos cidadãos com necessidades especiais de comunicações. São muitos motivos para que possamos olhar esta nova versão da Casa do Futuro como a continuação de um projeto expositivo que se adapta e evolui, de forma a apresentar ao público visitante uma antecipação cuidada e realista de um futuro próximo mais sustentado. História da Casa do Futuro…. Pelo facto de a Casa ser um dos locais de partilha onde os membros do núcleo central familiar desempenham uma maior multiplicidade de atividades individuais e coletivas, é cada vez mais necessário que os suportes e conteúdos de apoio à vivência quotidiana encontrem formas de convergir com serviços fora do ambiente doméstico, como a educação, o emprego, a assistência médica ou a vivência associativa. Assim, aos conceitos de Conexão, Interatividade, Inclusividade e Sustentabilidade, que caracterizaram a evolução modular da Casa do Futuro, projeto concretizado em 2003, juntou-se, em 2011, o conceito de Convergência, criando-se, deste modo, a versão 5.0 da Casa do Futuro. Esta versão possibilitou demonstrar o efeito da convergência na adequação às plataformas de gestão e segurança domótica, para operabilidade de diversos pontos da Casa, na unificação de diversos equipamentos terminais através de um interface comum, na troca de informação através de serviços personalizados e na convergência de conteúdos agrupados e partilhados através de um único perfil de acesso. Em resultado do desenvolvimento que a sociedade atual atravessa, fruto da rápida evolução da eletrónica e dos sistemas de informação, cada vez mais as pessoas aumentam as suas exigências ao nível do conforto, segurança, gestão de recursos e fiabilidade de comunicação. O próprio ambiente arquitetónico e decorativo da Casa faz uma adaptação conceptual, tornando a vivência e a usabilidade do espaço num modelo de “Convergência Espacial”. A visita a esta exposição só pode decorrer com acompanhamento do Serviço Educativo. Para marcação de visitas consulte Informações úteis. Poderá, contudo, fazer Visitas guiadas sem marcação prévia no horário especial: 3ªf, 5ªf e sábados às 16h.

Saiba mais »

Casa do Futuro

17 Maio 2012
Local:

A Sustentabilidade e a responsabilidade social na Fundação Portuguesa das Comunicações, com o contributo da Fundação Portugal Telecom. A Fundação Portuguesa das Comunicações (FPC) tem tido, desde a sua criação, um ativo e importante papel na promoção e divulgação de projetos e soluções tecnológicas que promovam a inclusão social nos seus mais diversos pilares. Também a FPC e a Fundação PT têm um desígnio comum de contínua preocupação de procura, desenvolvimento e divulgação de novas soluções para acessibilidade às Telecomunicações, cada vez mais aperfeiçoadas e adaptadas às pessoas com necessidades especiais. Assim, e em parceria com a Fundação PT, a FPC visa agora aumentar o seu contributo para atingir esses objetivos, dando a conhecer e possibilitando aos seus inúmeros visitantes da Casa do Futuro experimentar novas soluções tecnológicas que permitem melhorar a autonomia e a qualidade de vida dos cidadãos seniores e dos cidadãos com necessidades especiais de comunicações. São muitos motivos para que possamos olhar esta nova versão da Casa do Futuro como a continuação de um projeto expositivo que se adapta e evolui, de forma a apresentar ao público visitante uma antecipação cuidada e realista de um futuro próximo mais sustentado. História da Casa do Futuro…. Pelo facto de a Casa ser um dos locais de partilha onde os membros do núcleo central familiar desempenham uma maior multiplicidade de atividades individuais e coletivas, é cada vez mais necessário que os suportes e conteúdos de apoio à vivência quotidiana encontrem formas de convergir com serviços fora do ambiente doméstico, como a educação, o emprego, a assistência médica ou a vivência associativa. Assim, aos conceitos de Conexão, Interatividade, Inclusividade e Sustentabilidade, que caracterizaram a evolução modular da Casa do Futuro, projeto concretizado em 2003, juntou-se, em 2011, o conceito de Convergência, criando-se, deste modo, a versão 5.0 da Casa do Futuro. Esta versão possibilitou demonstrar o efeito da convergência na adequação às plataformas de gestão e segurança domótica, para operabilidade de diversos pontos da Casa, na unificação de diversos equipamentos terminais através de um interface comum, na troca de informação através de serviços personalizados e na convergência de conteúdos agrupados e partilhados através de um único perfil de acesso. Em resultado do desenvolvimento que a sociedade atual atravessa, fruto da rápida evolução da eletrónica e dos sistemas de informação, cada vez mais as pessoas aumentam as suas exigências ao nível do conforto, segurança, gestão de recursos e fiabilidade de comunicação. O próprio ambiente arquitetónico e decorativo da Casa faz uma adaptação conceptual, tornando a vivência e a usabilidade do espaço num modelo de “Convergência Espacial”. A visita a esta exposição só pode decorrer com acompanhamento do Serviço Educativo. Para marcação de visitas consulte Informações úteis. Poderá, contudo, fazer Visitas guiadas sem marcação prévia no horário especial: 3ªf, 5ªf e sábados às 16h.

Saiba mais »

House of the Future

17 Maio 2012 - 15 Maio 2015
Local:
Saiba mais »

Janeiro 2013

Overcoming Distance

1 Janeiro 2013 - 31 Outubro 2016
Local:

“Overcoming Distance: Five Centuries of Communications in Portugal” is more than a journey through history. It’s an exhibition – organised into two parts, one dedicated to the post and the other to telecommunications – on the evolution and improvement in techniques that allowed Man to communicate more quickly and efficiently. It is a trek along a step-by-step journey which reveals the importance of communications in transforming our daily life and in the economic and social development of communities. Man has sought to explore telecommunications and the post as essential tools throughout history. They have provided the possibility to overcome distance and to break through the barrier of isolation. In essence, they’ve been used as a means to unite the world. From optical telegraph to satellites in telecommunications, or the horse-drawn mail coach to hybrid mail services in the postal sector, the goal of Man’s ever-evolving ingenuity has always been to communicate further and faster so as to achieve the real-time communication of today. In 2009, to commemorate World Post Day (October 9th), the exhibition Inbound/Outbound – By Mail, with photographs by Anabela Loureiro, was incorporated into the permanent exhibition “Overcoming Distance” and in so doing enriched the section on postal communications. New guided visiting times for individual visitors. On Mondays, Wednesdays and Fridays at 4.00 pm we now have guided visits just for you! Contact numbers and information - Museu das Comunicações    

Saiba mais »

Julho 2013

+ Exportar eventos