Page 193 - Comunicar na Republica

Basic HTML Version

193
e descreveu peças museológicas, fez conservação
preventiva e coordenou restauros. Foi assistente nos
estágios de museologia para técnicos dos museus de
telecomunicações de Angola e Moçambique, tendo
selecionado, apresentado e fornecido àqueles técni-
cos um corpo de documentos de museologia e con-
servação, parte de sua autoria, depois de terem sido
avaliados na Universidade Nova de Lisboa e Univer-
sidade Lusófona. Colaborou em exposições de curta,
média e longa duração com legendas, para-guiões e
guiões. Avaliou peças de comunicações do patrimó-
nio museológico da «Casa das Máquinas Falantes»
(Alcobaça) e procedeu ao seu registo em base de da-
dos relacional.
Algumas das referências de que é autor e co-autor:
ANCIÃES, Alfredo Ramos, Ana Luisa Janeira
(coord),
et al
. – «A comunicação à distância que
conseguem»,
in Agenda 2001. Os nossos avós.
Lisboa:
Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa,
2000. Formato livro com textos e imagens de
património.
ANCIÃES, Alfredo Ramos – «Análise e intervenção
em patrimónios; informação e novas tecnologias».
Comunicação em
II Jornadas Sobre Cultura Saloia, 6 e
7 de Dezembro de 1996
. Loures: Câmara Municipal de
Loures, 1998, pp. 49-71
ANCIÃES, Alfredo Ramos; JANEIRA, Ana Luísa
(coord);
et al
. – O mundo das colecções dos
nossos encantos: «Quando os objetos falam das
telecomunicações»,
in Episteme
, 21, Porto Alegre:
suplemento especial, jan./jun. 2005, pp. 129-143.
Com o apoio do CICTSUL Universidade de Lisboa,
da Universidade Federal do Rio Grande do Sul,
Instituto Latino-Americano de Estudos Avançados,
Grupo Interdisciplinar em Filosof ia e História das
Ciências e Câmara Municipal de Montemor-o-
-Novo. Anexo ao livro um CD «Verbi Gratia» n.º 20.
Especial sobre Coleccionismo da revista
Episteme
uma revista brasileira de f ilosof ia e história das
ciências.
ANCIÃES, Alfredo Ramos (investigação e
redação de textos e seleção das imagens de peças
museológicas); MOURA, Fernando (coord)
et al
. –
100 anos de telefone (1876-1976)
. Lisboa: Património
Postal e Telecomunicações da Fundação Portuguesa
das Comunicações; Estar Editora, Lda, 2000.
Alfredo Ramos Anciães
Nasceu em Beselga-Penedono (Terras do Demo e de
Magriço) do distrito de Viseu, no ano de 1950. Come-
çou a trabalhar aos 11 anos no comércio, agricultura
e oficinas de mecânica (em casa de seus pais; Viúva
Acácio e Eduardo Mouco, Trancoso). Emigrou para
França onde foi completar a maioridade e regressou
para o serviço militar (Portugal e província ultrama-
rina de Moçambique). Em 1974 recomeça com ativi-
dades e como trabalhador-estudante.
Fez o 12.º ano, o curso teórico e prático de Aferidor
de Pesos e Medidas (Ministério da Economia), licen-
ciatura em História, especializações pós licenciatura
(longa duração) em biblioteconomia, arquivologia,
museologia (geral), museologia social, gestão do pa-
trimónio cultural e turístico nas universidades: Livre,
Autónoma/Instituto de Artes e Ofícios, Nova/Facul-
dade de Ciências Sociais e Humanas e Lusófona/Ins-
tituto Superior de Matemáticas e Gestão. Nos cursos
superiores em História e pós-graduações terminou
com as notas entre bom e muito bom.
Coordenou grupos no MINOM e na BAD. Fez parte
do Conselho Técnico Nacional de Bibliotecas e Ar-
quivos, dependente do Gabinete do Conselho de Mi-
nistros, por inerência à sua eleição, por voto secreto,
como coordenador de Grupos de Trabalho da Asso-
ciação de Bibliotecários Arquivistas e Documentalis-
tas (BAD). Foi convidado para integrar o CICTSUL
(Centro de Investigação de Ciência, Tecnologia e So-
ciedade da Universidade de Lisboa). Redigiu artigos
publicados em
Boémia Nova
(Universidade Autóno-
ma),
Mensagem da Aldeia
(Associação H. C. R. Besel-
guense),
Correio Beirão
,
Notícias de Viseu
,
Progresso de
Penedono
,
Boletim Municipal de Penedono
,
TriploV
, edi-
ções das câmaras municipais de Almada, Loures e
Lisboa,
Clube PT
e
Códice
.
Nos CTT exerceu funções nos TPM (transportes,
como motorista) e na DSR (radioelétricos, como téc-
nico administrativo e técnico de exploração de tele-
comunicações).
No Museu dos CTT e na Fundação Portuguesa das
Comunicações participou na recolha de peças, orga-
nização do património, incluindo a conceção das ver-
sões 2, 3 e 4 das bases de dados relacionais de registo
de peças em Access. Investigou, avaliou, classificou
Sínteses curriculares
FPC