Página 76 - Códice nº3, ano 2006

76
tíveis entre si. Berners-Lee «limitou-se» a juntar dois conceitos que
já existiam, mas que actuavam de forma separada: os
hyperlinks
(
a ideia de «saltar» entre documentos diferentes, que foi criado em
1945
por Vanebar Bush) e própria Internet (ligação em rede de com-
putadores emqualquer ponto domundo,desenvolvidaapartir do pro-
tocolo TCP/IP, criado por Vint Cert e Bob Kahn em 1974).
A chegada da WWW
Entre a chegadadaWWWe a suamassificação oudemocratização vão
decorrer ainda cerca de três anos. De facto, inicialmente, a WWW
começou por ser utilizada apenas nos meios académicos. A revolução
da utilização daWWWaconteceria em 1994,coma criação doMosaic,
o primeiro
browser
gráfico que permitia uma instalação e utilização
acessíveis a qualquer pessoa. Este
browser
veio dar origemao famo-
so Netscape,que dominou omercado até ao lançamento do Internet
Explorer em 1996, data em que se começa a falar daWeb 1.0. Era um
mundo que então se resumia a 250 mil
sites
e a 45milhões de utiliza-
dores e cuja frase-chave era «Mostly read-only web».
ComoMosaic estava lançado o princípio da democratização e da glo-
balizaçãoda Internet,algo inimaginável paraTimBerners-Lee.Por algu-
ma razão aWWW é considerada a parte mais importante e, simulta-
neamente, mais interessante da Internet, e também a que mais
expansão obteve.Na prática é umsistema que reúne umgrande con-
junto de textos, imagens, sons e filmes espalhados por vários com-
putadores ligados à Internet, permitindo a visualização dessa infor-
mação e a importação de ficheiros e documentos. Mas, enquanto a
Internet é um conglomerado de redes em escala mundial de milhões
de computadores interligados que permite o acesso a informações e
todo tipo de transferência de dados, aWWW é um dos muitos servi-
ços oferecidos na Internet,embora sejaomais famosoedemaior impac-
D
esde que a revolução das novas tecnologias de informação e
das comunicações (NTIC) ou simplificando, da informática, se
iniciou – não há consenso mas é possível situá-la em 7 de Abril de
1962,
com o lançamento do
mainframe
IBM S/360 – que não passa
quase um dia sem que este mundo não nos desafie ou não nos sur-
preenda.
No entanto,foi aassociação da Internet aos sistemas informáticos em
força, a partir da década de 90, que nos trouxe a maior surpresa de
todas, ao vir revolucionar a forma como hoje olhamos o mundo e
comunicamos, mas também como trabalhamos e vivemos.
Omomento crítico e revolucionário foi a invenção da
WorldWideWeb
(
WWW) em 1991, uma vez que, até esse momento, a Internet era
sobretudo uma plataforma de comunicação e informação utilizada
pelosmilitares,onde nasceu e se desenvolveu,e por algunsmeios aca-
démicos.
Tudo começou em 1989, quando o investigador britânico, Tim Ber-
ners-Lee, desde 2004 condecorado como Cavaleiro de Sua Majesta-
de, propôs a criação de um projecto global de hipertexto enquanto
trabalhava no CERN (Centre Européen pour la Recherche Nucléaire),
que permitisse que as pessoas trabalhassememrede através das suas
organizações,
links
e navegações de páginas com conteúdo. Tal pro-
jectodehipertexto tornou-seentão conhecido comoWWW,tendo vindo
à luz do dia em 6 de Agosto de 1991. Foi um pequeno mas importan-
te passo na história da tecnologia. Alémde ter lançado o primeiro ser-
vidor da WWW, acompanhado da linguagem
HTML (HyperText Mar-
kup Language)
,
Tim Berners-Lee concebeu ainda o primeiro
browser
(
programa de visualização da WWW), dando um contributo decisivo
para desenhar a Internet, tal como a conhecemos hoje. A sua inten-
ção era facilitar a troca de documentos entre investigadores do CERN,
os quais utilizavam ferramentas informáticas muitas vezes incompa-
Idalécio Lourenço
|
Licenciado em História, Jornalista
Daworldwide web àweb 2.0:
as novas formas de
comunicação na Internet