Missão | Visão | Estatutos

Criada por escritura pública a 6 de outubro de 1997, a Fundação Portuguesa das Comunicações tem como membros fundadores o ICP - Instituto das Comunicações de Portugal, atual ANACOM, os CTT Correios de Portugal e a Portugal Telecom (PT).

É uma instituição de direito privado, considerada de utilidade pública por despacho publicado no D.R. Série II, n.º250 de 26 de outubro de 1999, e beneficia da isenção ao abrigo do artº 10º do IRC por despacho do Ministro das Finanças de 8 de agosto de 2001.

Missão

A Fundação Portuguesa das Comunicações tem por missão promover o estudo, a conservação e a divulgação do património histórico, cientifico e tecnológico das comunicações, bem como realizar atividades de investigação, cooperação e de imagem que visem divulgar a evolução histórica e as novas tecnologias do sector e demonstrar o seu contributo para o desenvolvimento económico e social do país e da comunidade.

Visão

A Fundação Portuguesa das Comunicações pretende afirmar-se como uma instituição cultural e científica reconhecida a nível nacional e internacional pelo trabalho desenvolvido ao nível da preservação, estudo e divulgação do Património das Comunicações, assumindo-se como interveniente ativa na promoção da cidadania, da literacia, do conhecimento e da inclusão social.

Enquanto espaço onde se cruza o passado, o presente e o futuro das Comunicações, a FPC ambiciona ser uma plataforma de inovação e experimentação, antecipando tendências e propondo uma reflexão sobre as novas tecnologias e o seu impacto na organização e vivência quotidiana dos cidadãos e das sociedades.

> Estatutos