Exposição «Roque Gameiro – uma família de artistas»

Fundação Portuguesa das Comunicações participa na exposição «Roque Gameiro – uma família de artistas», com duas emissões filatélicas: – «Navegadores Portugueses Pedro Álvares Cabral», 1945 – «5º Centenário do Nascimento de Vasco da Gama», 1969 A mostra está patente no Centro Cultural de Cascais – Fundação D. Luis I, entre

CONTINUAR A LER

Exposição «Uma obra de arte. Pontes de vista»

A Fundação Portuguesa das Comunicações participa na exposição «Uma obra de arte. Pontes de vista», realizada no âmbito das comemorações da Ponte 25 de Abril e do Inteiro Postal Comemorativo. A nossa participação conta com três emissões filatélicas: – «Inauguração da Ponte Salazar», 1966 – «Travessia Ferroviária da Ponte 25

CONTINUAR A LER

Lisboa, Capital Ibero-americana de Cultura em 2017, Passado e Presente

A Câmara Municipal de Lisboa, o Ministério da Cultura, a Casa da América Latina, entre outras entidades, promovem o projeto Lisboa, Capital Ibero-Americana de Cultura em 2017 – cidade eleita pela União das Cidades Capitais Ibero-Americanas para ser, este ano, a Capital Cultural. Esta iniciativa, a inaugurar no próximo dia

CONTINUAR A LER

A FPC – representada na Exposição «Cidade Gráfica»

Exposição: «Cidade Gráfica» (no Convento da Trindade em Lisboa) | Uma iniciativa do programa MUDE Fora de Portas | 26 novembro 2016 a 18 março 2017. A Fundação Portuguesa das Comunicações está representada nesta exposição, através da cedência de peças que fazem parte da Coleção de Sinalética do Património Postal

CONTINUAR A LER
Exposição O Correio entre Fronteiras e Trincheiras

“O Correio entre Fronteiras e Trincheiras” em Portalegre

“O Correio entre Fronteiras e Trincheiras” em exposição na Galeria de Exposições Temporárias do Castelo de Portalegre da Câmara Municipal de Portalegre. A Exposição estará patente de 18 de novembro a 31 de dezembro de 2016. Saiba mais aqui sobre a exposição

CONTINUAR A LER

Prémio APOM 2016 – “Melhor Exposição”.

A exposição "O cabo submarino num mar de conetividades” foi distinguida com o Prémio APOM na categoria “Melhor Exposição”. A mostra realça o importante papel que Portugal tem tido na rede mundial de cabos submarinos, desde 1870, ano em que entrou ao serviço o primeiro cabo telegráfico submarino que ligava

CONTINUAR A LER