Desconto de 50% na entrada da exposição “Vencer a Distância”.

Tapeçarias Portalegre – Arte com Selo Português

Tapeçarias de Portalegre – Arte com Selo Português

10 de outubro 2014

 

A Fundação Portuguesa das Comunicações | Museu das Comunicações convida-o a visitar a exposição Tapeçarias de Portalegre – Arte com Selo Português, com curadoria de Vera Fino.

A FPC, os CTT- Correios de Portugal e a Manufactura de Tapeçarias de Portalegre associam-se nesta mostra de tapeçarias murais decorativas sob cartão de alguns dos maiores artistas plásticos portugueses do século XX: Almada Negreiros, Arpad Szenes, Carlos Botelho, Maria Helena Vieira da Silva, Cruzeiro Seixas, Júlio Pomar, Lourdes Castro, Luís Filipe de Abreu, Eduardo Nery e Joana Vasconcelos. Das 16 tapeçarias expostas, 11 estão à guarda da FPC e integram o seu património artístico.

Sobre a história da Manufactura de Tapeçarias de Portalegre…
Em 1946, Guy Fino e Manuel Celestino Peixeiro criaram o atelier Tapetes de Portalegre, com o propósito da produção manual de tapetes de ponto de nó, uma técnica concebida por Manuel do Carmo Peixeiro na década de 20. Inicia-se assim a produção de tapeçarias murais decorativas. Um ano mais tarde, sai dos teares de Portalegre a primeira tapeçaria, Diana, segundo cartão de João Tavares e desde então até hoje nunca a produção foi interrompida, tendo inclusivamente alterado o seu nome para Manufactura de Tapeçarias de Portalegre.

Desde cedo, o trabalho da Manufactura foi sendo espalhado em diversos países do mundo, no entanto, foi só em 1952 que o mesmo foi realmente reconhecido e aceite face á dominância dos grandes nomes da tapeçaria francesa e flamenga, os mais prestigiados até então.

Atualmente, a Manufactura conta com um total de cerca de 3400 tapeçarias produzidas, baseadas em mais de 2500 cartões originais, de pintores portugueses e estrangeiros.

De 10 de outubro a 31 de dezembro 2014

Entrada livre.

  • 10 Outubro, 2014 - 31 Dezembro, 2014
  • 1:00 - 9:00