Se esta peça falasse | julho 2017

«A Carta», 1982
Tapeçaria de Portalegre
Luís Filipe de Abreu

Luís Filipe de Abreu – «A Carta», 1982 Tapeçaria de Portalegre Fotografia de Hélder Soares Col. CTT Correios de Portugal /Fundação Portuguesa das Comunicações

«A narrativa desenvolve-se da esquerda para a direita ligando três núcleos. O primeiro em que alguém escreve sobre a folha branca a mensagem, a qual no extremo oposto, terceiro núcleo, se confunde com as pombas, num espaço pouco definido do seu destino. No núcleo central, a carta passa da fase de recepção para a da distribuição, princípio e fim do circuito postal. A carta é o ponto central, o seu processamento envolve meios e trabalho representados pelas figuras aladas que a manuseiam, e os cavalos simbolizam energia, movimento e o tempo do serviço.

A composição obedece à forma e dimensões da parede que a acolheu, configurada aproximadamente num semi-círculo (300x532cm).

A Tapeçaria foi encomendada para decorar o auditório do edifício-sede dos CTT Correios de Portugal, no Palácio Sousa Leal em Lisboa. A sua execução, na Manufactura de Tapeçarias de Portalegre, interpretou rigorosamente o cartão original da autoria de Luís Filipe de Abreu que assim a revisita.

A obra integra actualmente a exposição «O Ponto e o Píxel», patente no Museu da Tapeçaria de Portalegre – Guy Fino, na cidade de Portalegre.

  • 1 Julho, 2017 - 31 Julho, 2017
  • 10:00 - 23:30