Sessão no ISCTE – IUL – “O Museu das Comunicações perante os Desafios do Século XXI”

O MUSEU DAS COMUNICAÇÕES PERANTE OS DESAFIOS DO SÉCULO XXI

CICLO DE ENCONTROS | EXPERIÊNCIAS DE CULTURAS

21 DE MARÇO | 16h30 | Sala C103 | ISCTE-IUL

No dia 21 de março, às 16h30, no ISCTE – IUL, a diretora do Museu das Comunicações, Cristina Weber, apresenta a sessão “O Museu das Comunicações perante os desafios do séc. XXI”. Esta sessão conta também com a participação de José Luís Garcia, investigador principal do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa.

Cristina Weber apresenta a missão da Fundação Portuguesa das Comunicações, em que se enquadra o Museu das Comunicações como espaço de educação não formal que liga diversos públicos com o seu vasto património de comunicações postais e telecomunicações.

As atividades do museu cruzam esse passado com o presente e o futuro, potenciando a fruição e literacia com o desenvolvimento da criatividade, do pensamento crítico e da cidadania. O museu beneficia da centralidade de Lisboa e insere-se num bairro histórico em modernização acelerada com o qual estabelece relações. Nesse contexto, o museu adapta-se a novos desafios, e públicos, preservando a sua missão social, inclusiva e participativa.

Cristina Weber é diretora do Museu das Comunicações, desde 2006, na Fundação Portuguesa das Comunicações, onde realiza projetos ligados à educação (multiculturalismo e globalização, identidade cultural e cidadania ativa, património cultural e inclusão social, literacia digital), incluindo a curadoria pedagógica de exposições e programação cultural para as escolas, adultos, famílias e público com necessidades especiais. Tem a licenciatura em Direito pela Universidade Católica de Lisboa (1987) e o Curso Profissional em Conservação e Restauro de Pintura (Escola Profissional de Ciências do Património – Instituto Rainha Dona Leonor de Lisboa, 1992), bem como formação em história pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (2000). Trabalhou como assessora jurídica na Portugal Telecom e foi adjunta do Provedor de Serviços de Telecomunicações (entre 1988 e 2006). É docente desde 1996 no IAO – Instituto de Artes e Ofícios (IAO), da UAL-Universidade Autónoma de Lisboa, desde 1996, onde ensina História da Arte, das tecnologias de pintura e na área do património.

José Luís Garcia é investigador principal do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, doutorado em Ciências Sociais pela mesma universidade. Foi docente em sociologia no ISCTE-IUL, leccionou e realizou conferências em várias universidades de Portugal, Espanha, Brasil, Itália, França, Argentina e Estados Unidos. Publicou artigos e capítulos de livros em estudos de comunicação, media e jornalismo; teoria social crítica; filosofia da tecnologia; e sociologia da ciência e da tecnologia. Entre os livros mais recentes que editou ou co-editou contam-se: Media and Portuguese Empire , Palgrave Macmillan, 2017; Salazar, o Estado Novo e os Media, Edições 70, 2017; Cultura Digital em Portugal, Afrontamento, 2016; Pierre Musso and the Network Society: From Saint-Simonianism to the Internet, Springer, 2016; La Contribution en Ligne: Pratiques Participatives à l’Ère du Capitalisme Informationnel, Presses de l’Université du Québec, 2014; Jacques Ellul and the Technological Society in 21st Century, Springer, 2013; e Razão, Tempo e Tecnologia. Estudos em Homenagem a Hermínio Martins, Imprensa de Ciências Sociais, 2006.

Informações úteis:
Data: 21 de março às 16h30
Local: ISCTE – IUL – Av.ª das Forças Armadas, 1649-026 Lisboa
Sala: Sala C103
Entrada livre.

Organização
CIES-IUL
DINÂMIA’CET-IUL
CHAIA-UÉvora
Apoio
Fundação Portuguesa das Comunicações | Museu das Comunicações

  • 21 Março, 2018
  • 16:30 - 16:30